A Toshiba decidiu que vai descontinuar as vendas da linha de netbooks nos Estados Unidos. A decisão é justificada pela empresa com o facto desta categoria de portáteis ter claramente sido batida, em interesse, por novas linhas de produto, como os tablets e os ultrabooks.



Esta última categoria de equipamentos conta com o apoio massivo da Intel, que definiu características para o conceito e está empenhada em assegurar o seu desenvolvimento, e claro, garantir que os seus processadores sejam a opção preferencial dos fabricantes.



A Toshiba não é a primeira a deixar de vender netbooks no mercado norte-americano, onde o conceito nunca chegou a angariar grande popularidade. No ano passado também a Samsung e a Dell tomaram a mesma decisão. Na altura as empresas explicavam que o abandono das vendas de netbooks pretendia criar espaço para focar o investimento em linhas de produto com maior margem.



Contactada pelo TeK, a Toshiba Portugal explicou que no mercado nacional vai continuar a comercializar netbooks, já que a recetividade ao formato é diferente.



"Os netbooks continuam a ter um peso relevante no mercado nacional de portáteis (representando atualmente mais de 15% das vendas desse mercado)", disse ao TeK Jorge Borges, diretor de marketing da empresa.



"Nesse sentido, consideramos que faz sentido continuar a apostar nesta linha de produtos, razão pela qual lançámos recentemente novos modelos NB510", acrescentou o mesmo responsável.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico




Cristina A. Ferreira

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.