A Samsung vê assim frustrada a tentativa de proibir a venda de modelos antigos do iPhone e do iPad naquele território, como pretendia no processo apresentado em março do ano passado, onde também pedia uma compensação financeira não especificada.

Na ação, a fabricante sul-coreana alegava que dispositivos da Apple, como o iPhone 4S, iPhone 5 e o iPad2, copiavam três das suas patentes, nomeadamente uma relacionada com serviços de mensagem de texto.

Logo após a sentença ser divulgada, a Samsung emitiu um breve comunicado onde se declara "decepcionada com a decisão do tribunal" e acrescenta que "continuará a prosseguir os seus objetivos", deixando em aberto a possibilidade de apresentar recurso.

A Apple por sua vez mostrou-se satisfeita "por um tribunal coreano se unir a outros em todo o mundo que defendem a verdadeira inovação e recusam as reclamações ridículas da Samsung", referiu Steve Park, porta-voz da empresa.
Este é um dos muitos revezes da Samsung na luta de patentes com a Apple e nomeadamente o segundo no seu próprio país.

Embora em agosto do ano passado o mesmo tribunal tivesse ordenado à Apple o pagamento de uma indemnização pela violação de duas patentes da fabricante sul-coreana, a mesma sentença obrigava a Samsung a compensar a "arqui-inimiga" pela utilização indevida de uma das suas patentes.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.