Depois de vários adiamentos, a cápsula desenvolvida pela SpaceX para o transporte de astronautas da NASA está a menos de 48 horas do seu primeiro voo de teste. A viagem inaugural em direção à Estação Espacial Internacional tem início marcado para as 02h49 EST - 07h49 de Lisboa - do próximo sábado, dia 2 de março, a partir do Kennedy Space Center.

Já a chegada ao destino está prevista para o dia seguinte, domingo, por volta das 06h00 EST (11h00 de Lisboa). E sem quaisquer braços robóticos para o acoplamento: a Dragon Crew foi desenhada para se “ligar” automaticamente à ISS por sua conta, usando uma combinação de software, lasers e sensores – e com recurso a alguma alterações feitas há uns anos, já a pensar nesta possibilidade. O regresso à Terra acontece a 8 de março.

Enquanto a Rússia prepara voos turísticos à ISS, os EUA testam vaivém espacial da SpaceX
Enquanto a Rússia prepara voos turísticos à ISS, os EUA testam vaivém espacial da SpaceX
Ver artigo

Neste primeiro voo de teste ainda não vai haver humanos a bordo, mas há um passageiro. Um manequim equipado com o fato de astronauta desenvolvido pela SpaceX, com os seus vários sensores, capazes de fornecerem dados importantes para que se tirem conclusões antes de colocar um astronauta de verdade no vaivém.

Embora possa fazer lembrar o manequim ao volante do Tesla Roadster colocado em órbita há pouco mais de um ano, com o Falcon Heavy, o boneco que seguirá na nova cápsula é mais "avançado". Ao que tudo indica, também tem um nome próprio, embora a designação técnica seja ATD, de “anthropomorphic test device”.

Lembra-se do Starman e o Roadster da Tesla lançados ao espaço? Já ultrapassaram a órbita de Marte
Lembra-se do Starman e o Roadster da Tesla lançados ao espaço? Já ultrapassaram a órbita de Marte
Ver artigo

O voo de demonstração do próximo dia 2 de março servirá essencialmente para avaliar a performance do “impulsionador” foguetão Falcon 9, da nave em si e dos sistemas de comunicação em terra, assim como para testar os processos de acoplagem e aterragem. A NASA vai transmitir tudo em direto.

Recorde-se que a Crew Dragon é uma versão alterada da Cargo Dragon, a nave tem sido utilizada para fazer chegar carregamentos de mercadorias à ISS desde 2012. Esta foi modificada para transportar até sete astronautas, tendo sido adicionados sistemas de suporte de vida, assim como diversas tecnologias que serão agora testadas em voo. Entre elas os painéis solares construídos para a nave.

Com a parceria da SpaceX (e da Boeing), e ao abrigo do Commercial Crew Program, a NASA vai passar a transportar os seus astronautas para a ISS por “conta própria”. Até agora, tem recorrido à homóloga russa (e pago para isso).

Se tudo correr bem com a Demo-1, a empresa de Elon Musk vai começar a transportar astronautas da NASA para a ISS a partir do próximo verão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.