Passar muitas horas seguidas em frente ao computador pode aumentar o risco de formação de coágulos no sangue dando origem a uma variante do chamado "sindroma da classe económica" que afecta os passageiros de voos de longo curso, avisa uma equipa de investigadores neo-zelandeses, citada pela agência Reuters.



A equipa diagnosticou recentemente um caso num indivíduo de 32 anos de idade que costumava usar o seu computador durante 12 horas ou mais, muitas delas sem sequer se levantar para uma pausa. Face à disseminação do uso de computadores, tanto no trabalho como em casa, os riscos daquilo a que chamam "eThrombosis" são consideráveis e podem aumentar, escrevem os investigadores no European Respiratory Journal.



"Deverá acontecer o mesmo fenómeno que foi detectado nos voos de longa distância em classe económica: têm de aparecer os primeiros casos individuais para se perceber a real amplitude do problema", acrescenta a equipa neo-zelandesa.



Perante as conclusões reunidas até agora, os investigadores acham por bem lembrar a todos aqueles que normalmente passam um grande número de horas seguidas sentados em frente ao seu computador para exercitarem pés e pernas e para fazerem pequenas pausas afastados da "máquina".



Notícias Relacionadas:

2002-02-03 - Médicos ingleses querem avisos de saúde em joysticks com vibração

2001-03-08 - Congresso norte-americano rejeita leis sobre condições de trabalho

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.