O sucesso dos mini-laptops ou nanobooks, como já foram apelidados, vai de vento em popa e prevê-se que ao longo deste ano sejam vendidos mais de 8 milhões de equipamentos desta gama em todo o mundo.



As estimativas são do Market Intelligence Center que prevê ainda que para o ano o volume de vendas duplique, podendo chegar até aos 18,3 milhões de unidades vendidas.



Este tipo de equipamentos tem cativado o público que coloca a mobilidade no centro das suas atenções. Na maioria dos casos, os netbooks são comprados para fazer o papel do computador de casa noutros locais, ou seja, acaba por funcionar como uma alternativa mais portátil.



Grande parte destes mini-laptops pesam menos de 1 Kg e incluem ecrãs LCD de 7 a 10 polegadas. As suas baterias costumam ter uma longevidade acima da média e as ligações à Internet são facilitadas graças às pré-definições embutidas nos sistemas.



Em média, os computadores com estas características custam entre os 250 e os 500 euros, um preço que torna estes produtos ainda mais atractivos aos olhos do consumidor.



Empresas como a Asus e a Acer têm vindo a colher os resultados da aposta nestes equipamentos. A Asus viu a sua quota de mercado aumentar na Europa graças ao Eee PC enquanto a Acer prevê que as vendas dos seus nanobooks Aspire oscilem entre os 5 e os 7 milhões de unidades este ano e os 15 a 20 milhões em 2009.



Notícias Relacionadas:

2008-07-29 - Preços dos computadores low-cost cada vez mais baixos

2008-06-30 - Low-cost PC potencia crescimento do mercado no 1º trimestre

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.