A Microsoft já tem disponível uma versão do Windows Desktop Search para empresas. O anúncio foi feito hoje, durante o IT Forum 2005, a primeira conferência europeia organizada pela fabricante para profissionais de TI, que decorre em Barcelona, através da qual pretende dar a conhecer uma série de novas tecnologias e aplicações de software dirigidas ao mercado empresarial.



Com capacidades idênticas às da versão para o mercado de consumo, o Windows Desktop Search para empresas facultará aos utilizadores uma forma rápida de encontrarem dados no seu PC, nas mensagens de correio electrónico ou na intranet. A ferramenta não permitirá contudo a indexação ou pesquisa de dados empresariais. Em vez disso, facultará um gateway para um dos portais da empresa, seja o Share Point Server da Microsoft ou um produto de terceiros.



A versão para empresas da ferramenta de pesquisa para o desktop da Microsoft poderá aplicar as suas capacidades no Windows e no Office. Ou seja, as acções a partir da barra pesquisas do Windows não surgirão por defeito no Windows Desktop Search contrariamente à ferramenta de pesquisa integrada no sistema operativo.



Do mesmo modo, as pesquisas a partir da barra de ferramentas MSN do Outlook serão apresentadas na janela da aplicação de correio electrónico, e não numa janela pop-up.



Contrariamente à versão para o mercado de consumo, as empresas poderão utilizar o Windows Desktop Search sem serem obrigadas a fazer o download da MSN Toolbar.



"Ao alargar o Windows Desktop Search às empresas, os gestores de TI têm agora à sua disposição uma ferramenta de pesquisa gratuita e integrada que podem, de forma fácil e segura, gerir, personalizar e implementar em todos os PCs do ambiente da sua empresa, utilizando o SMS ou outras ferramentas de implementação", refere a Microsoft em comunicado.



O anúncio da Microsoft sucede ao do Google que no início deste mês apresentou a versão empresarial do seu Google Desktop. Mantém-se assim a luta pela primazia no mercado da pesquisa Internet, onde a Yahoo também tem tido papel preponderante.



Aposta nos 64 bits

Durante o primeiro dia do evento, que decorre até à próxima quinta-feira, a Microsoft reiterou igualmente a sua aposta na tecnologia de 64bits anunciando que produtos futuros incluindo o Windows Compute Cluster Server 2003, o Exchange Server 12, a versão "Longhorn" do Windows Small Business Server e a solução de infra-estrutura da Microsoft para as empresas de média dimensão, com o nome de código "Centro", existirão exclusivamente em versão de 64 bits e requererão hardware x64.



A gigante do software anunciou ainda a disponibilização para produção do Virtual Server 2005 R2, que estará nos canais de Licenciamento em Volume e Revenda na primeira semana de Dezembro. O Virtual Server 2005 R2 destina-se a oferecer um maior desempenho, disponibilidade e escalabilidade para a consolidação de servidor, migração de aplicações mais antigas, recuperação de desastres e teste e desenvolvimento de software, explica a fabricante.



Foi ainda anunciada a oferta ao público em geral do Windows Compute Cluster Server 2003 Beta 2, uma solução de 64 bits desenvolvida para acelerar o tempo até à obtenção de dados analíticos úteis, ao proporcionar uma plataforma HPC (High-Performance Computing) simples de implementar, operar e integrar com a infra-estrutura e ferramentas existentes.



Notícias Relacionadas:

2005-10-31 - IBM integra tecnologia de pesquisa no desktop do Google

2005-04-26 - Microsoft avança com Windows de 64 bits

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.