Se ontem tinha sido confirmado o dia 5 de setembro como a data de lançamento da Xbox One em Portugal, hoje a Microsoft confirmou que a consola de nova geração vai estar disponível em dois modelos: sem Kinect, por 399 euros, e a versão “original” com o sensor de movimentos por 499 euros.



O diretor da unidade de negócio de retalho da Microsoft Portugal, André Cardoso, não revelou expectativas de vendas, afirmando apenas que no espaço de um ano o objetivo é fazer da Xbox One o segundo sistema de jogo de nova geração mais vendido em território nacional. Aí o objetivo a longo termo é outro: no espaço de três anos a consola vai tentar atacar a liderança da Sony.



Para convencer os jogadores estão prometidos dez jogos exclusivos até ao final do ano, além de alguns exclusivos em franquias de sucesso e multiplataforma como FIFA.



Mas há mais. Algumas ferramentas diferenciadoras, como o One Guide – guia inteligente de televisão e programação – e os comandos de voz em PT-PT não vão estar disponíveis em setembro. A Microsoft estima que entre 12 a 16 meses depois da estreia em Portugal, estas funcionalidades devem também estar localizadas, de acordo com as declarações de André Cardoso.



Com chegada prevista a Portugal dez meses depois de ter estreado a nível internacional, a grande novidade da Microsoft Portugal para a Xbox One acaba por ser a disponibilização do programa de desenvolvimento de jogos indie. O ID@Xbox vai chegar ao território nacional e a tecnológica já tem algumas parcerias firmadas com estúdios portugueses.



Biodroid, Bica Studios, Nerd Monkeys e Muzzley são algumas das empresas que estão a trabalhar com a Microsoft para várias plataformasé , sendo que existem em alguns casos projetos destinados para a consola de nova geração.



A acompanhar toda esta “localização” está ainda prometida uma estratégia de retalho diferente, com espaços Xbox One em várias lojas e “abastecimento decente” da consola.



E é com toda a dedicação ao mercado nacional que André Cardoso justifica a chegada da consola a Portugal durante a segunda vaga. De acordo com o executivo, a Microsoft preferiu criar toda uma estrutura para poder ter um lançamento mais certeiro, em vez de ter lançado o equipamento ainda em 2013.



A Microsoft confirmou também que a tecnologia HDMI pass through vai estar disponível em Portugal, querendo isto dizer que a Xbox One vai poder ser diretamente ligada aos descodificadores de televisão digital de todos os operadores nacionais: Meo, NOS, Vodafone e Cabovisão.



Estão ainda prometidas várias aplicações para a consola, muitas das quais derivam do ecossistema Windows: serviço de armazenamento OneDrive, comunicações através do Skype e conteúdos através do Xbox Video. Mas estarão também disponíveis outras apps como o Machinimia, EuroSport, YouTube, Upload Studio, Crackle e Uplay.



Um “extra” é a capacidade de a Xbox One suportar filmes Blu-Ray, algo que a concorrência mais direta não garante neste momento.



Sobre pacotes da consola com jogos estão prometidas novidades para a próxima semana e sobre a Xbox 360 os executivos da Microsoft remeteram os grandes anúncios para a Gamescon deste ano. Mas a diretora executiva do segmento de consumo, Sofia Tenreiro, garantiu que a consola “não está morta”.

Nota de redação: alterado o texto para clarificar a ideia de que a PS4 e Wii U não suportam filmes em Blu-Ray e de que a Xbox One apenas vai ter ligação às boxes dos operadores de telecom

Rui da Rocha Ferreira


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.