Desde 2011 que se celebra na primeira quinta-feira de maio o Dia Mundial da Password, com o objetivo de recordar a importância da utilização de senhas fortes de modo a proteger adequadamente as informações pessoais. No entanto, apesar dos constantes apelos e chamadas de atenção por parte das instituições e empresas de cibersegurança, as passwords mais utilizadas continuam a ser opções como “123456”, “qwerty” ou, simplesmente, “password”.

O National Cyber Security Centre (NCSC), o centro nacional de cibersegurança britânico divulgou recentemente a lista das 100 mil passwords mais vezes encontradas em roubos de dados, onde pode ficar a saber rapidamente se a sua senha se encontra entre as mais populares a nível mundial.

Esta lista foi obtida em colaboração com o especialista em cibersegurança Troy Hunt, o criador do website Have I Been Pwned, que permite que os utilizadores verifiquem se as suas informações pessoais foram expostas em operações de violação de dados.

Se o seu endereço de email figurar em alguma das listas apresentadas no Have I Been Pwned, é altamente recomendável que altere as suas passwords. O NCSC apresenta algumas sugestões para reforçar a sua segurança online.

Antes de mais, deverá usar uma password diferente por cada conta. Esta medida fará com que, no caso de ter havido um roubo de dados de uma conta, os hackers não possam usar essa mesma senha para aceder a outras – o que, naturalmente, aconteceria se tivesse uma password comum a todas elas.

Os especialistas sugerem também que a sua password seja composta por três palavras aleatórias, de modo a fortalecê-la (e, se possível, acrescentando ainda números ou símbolos). No entanto, convém evitar as palavras escolhidas contenham opções como o nome dos filhos ou do clube de futebol preferido, já que são dados que os piratas poderão facilmente descobrir, por exemplo, nas redes sociais.

O nome de outros membros da família, do animal de estimação ou o local de nascimento são também informações que a NCSC sugere que sejam postas de parte se desejar criar uma password segura. A instituição britânica adverte ainda para o facto de que trocar letras por números (por exemplo “pa55word”) terá pouco impacto no reforço da segurança de uma palavra passe.

Recorde aqui a lista dos piores "password offenders" de 2018, reunindo num Top10 os indivíduos e as organizações que protagonizaram as maiores gaffes relacionadas com palavras-passe. Saiba quem são (e o que fizeram) na nossa galeria.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.