A APDC estreou hoje a utilização da plataforma Nice.Reader da Viatecla, publicando todo o histórico das revistas Comunicações no iPad, mas há vários grupos de comunicação portugueses interessados em usar esta plataforma de publicação de conteúdos em Portugal. Pedro Seabra, CEO da Viatecla, acredita que esta é uma forma de rentabilização de conteúdos que pode ajudar os media a fazer um Restart no seu modelo negócio, seguindo o tema do 20º Congresso da APDC.


A Viatecla tem vindo a lançar uma série de plataformas de publicação de conteúdos e ainda no ano passado lançou, precisamente no congresso da APDC, a FutureBox.TV. Para Pedro Seabra o Nice.Reader é mais um complemento de uma estratégia integrada que a Viatecla tem seguido e que está a ser direccionado para as empresas de média mas que poderá ser aplicado por editoras de livros e também na área de Turismo, onde a empresa tem também um produto com uma excelente implementação, o KEYforTravel.


"Os media enfrentam novos desafios de rentabilização para o seu modelo de negócio e a necessidade de publicação dos conteúdos em várias plataformas de forma fácil e com valor adicional é uma das necessidades", explica Pedro Seabra, defendendo que o mercado precisa de soluções completas, que não obriguem a dispersão e duplicação de trabalho.


Este é o enfoque do Nice.Reader, que permite a publicação em plataformas móveis como telefones, smartphones e tablets, mas também na web, que ainda é uma das plataformas por excelência. "Esta é uma solução out of the box que dá a possibilidade de implementação rápida, mas também tem um conjunto de elementos que podem ser adaptados para uma solução costum à medida dos clientes", sublinha o CEO da Viatecla.


Com esta aplicação o Publisher pode experimentar vários modelos de negócio, de oferta de conteúdos a modelos pagos ou mistos, ajustando estratégias à medida das respostas dos clientes.
O modelo de licenciamento "é competitivo" e pode abranger vários sistemas, desde o licenciamento tradicional, ao licenciamento por publicação, passando por revenue share que permita a partilha de risco.


Para além do mercado nacional, a Viatecla acredita que este é um produto com potencial no mercado internacional, à semelhança do que já acontece com outras soluções da empresa, que já realiza cerca de 30% da sua facturação a nível internacional.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.