O acesso a alguns mapas fornecidos pela National Imagery and Mapping Agency (NIMA), uma agência governamental norte americana que recolhe e trata mapas e imagens aéreas sobre todo o mundo, foi bloqueado nas semanas que se seguiram ao atentado nos Estados Unidos enquanto os seus responsáveis reviam os dados, noticiou a Government Executive Magazine.



O objectivo é impedir que a disponibilização de imagens do território americano e de outros países aliados possa pôr em causa a segurança nacional. O acesso aos mapas era livre na Internet, mas todos os que estavam relacionados com instalações de segurança já eram anteriormente bloqueados. Estas restrições não se aplicam a mapas naúticos e aeronáuticos, usados para navegação marítima e aérea, que continuam disponíveis ao público.



Todas as agências foram proibidas de vender ou copiar mapas topográficos, nomeadamente a U.S. Geological Survey e a Federal Aviation Administration, enquanto que a Biblioteca do Congresso e o Arquivo Nacional norte-americano foram aconselhados a negar o acesso público a esse mapas.



No final do ano 2000 a NIMA tinha lançado um site destinado a facilitar ao público o acesso a imagens sobre toda a terra. O Earth-info.org contém imagens da Terra, de mapas a outra informação geográfica produzida pelo governo americano mas também parceiros comerciais




Notícias Relacionadas:

2001-02-08 - Imagens por satélite ajudam vítimas do terramoto de El Salvador

2000-05-15 - EUA privatizam fotografias do espaço

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.