Para determinar se o nível adequado de proteção dos dados pessoais continua a ser garantido, a Comissão Europeia comprometeu-se a avaliar anualmente a aplicação do Privacy Shield, em português Escudo de Proteção da Privacidade e hoje, quarta-feira,  publicou o primeiro relatório anual.

Dele constam algumas sugestões de melhorias como a existência de uma cooperação mais estreita entre as autoridades americanas competentes (o Ministério do Comércio e a Comissão Federal do Comércio dos EUA) e as autoridades de proteção de dados da UE, para prepararem orientações destinadas às empresas e às autoridades competente.

Ao Ministério do Comércio é recomendado que controle de forma mais proativa e regular o cumprimento por parte das empresas dos deveres decorrentes da participação na iniciativa e que proceda regularmente a buscas nas empresas que falsamente aleguem que participam no Escudo de Proteção da Privacidade.

Também, como parte dos termos do acordo, deve ser nomeado, o mais rapidamente possível, um provedor permanente e independente para lidar diretamente com as queixas dos cidadãos da UE, relativamente à partilha de dados pessoais, bem como preencher os lugares vagos no Conselho de Supervisão da Privacidade e das Liberdades Cívicas (PCLOB).

Como pontos positivos, o relatório refere a instituição, por parte das autoridades norte-americanas, dos procedimentos de tratamento de queixas e de execução, o reforço da cooperação com as autoridades europeias de proteção de dados e a aplicação de garantias suficientes do lado americano no acesso das autoridades a dados pessoais para efeitos de segurança nacional.

O passo seguinte da Comissão é a verificação do seguimento que é dado às recomendações e do cumprimento dos compromissos por parte das autoridades norte-americanas.

Mais de 2.400 empresas norte-americanas inscreveram-se voluntariamente na iniciativa, em vigor desde agosto de 2016 e que tem como objetivo garantir que os dados de utilizadores europeus serão tratados em solo americano em maior sintonia com as regras de privacidade que existem na União Europeia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.