O grupo de hacktivistas Anonymous está a reclamar mais uma série de ataques a sites institucionais. Desta feita o alvo é a Índia, sendo a ação apresentada como uma medida de retaliação contra uma decisão judicial que bloqueou o acesso a diversos serviços de partilha de vídeos e ficheiros de Torrents.

A página oficial do Supremo Tribunal, as dos dois maiores partidos do país (o BJP e o INC) e diversos sites governamentais - como o do Departamento de Telecomunicações ou o do ministério das Tecnologias de Informação - estiveram entre as "vítimas" de mais uma investida baseada em ataques distribuídos de negação de serviço (DDoS - Distributed Denial of Service), escreve hoje o The Register.

De acordo com o site inglês, esta madrugada os sites do Departamento de Telecomunicações e do Ministério das TI continuavam offline. Inacessível "para manutenção" estava também - e continua - o site da Copyright Labs, a empresa indiana que se bateu em tribunal pela ordem de encerramento de serviços como o Vimeo, DailyMotion e The Pirate Bay.

O grupo tinha avisado, há cerca de uma semana, através de um vídeo publicado no YouTube, que se preparava para colocar em marcha aquilo a que chamou #OpIndia.

Na mensagem os hacktivistas afirmavam ter "chegado à conclusão de que o governo indiano tinha falhado" e de que era chegada a altura de se erguerem e lutarem contra este "governo corrupto".

"O Departamento das Telecomunicações ordenou aos fornecedores de serviços de Internet (ISPs) que bloqueassem o acesso aos sites de partilha de ficheiros na Índia. Nós não podemos deixar que isso aconteça", anunciaram os membros do Anonymous.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Joana M. Fernandes

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.