O novo Regulamento Geral para a Proteção de Dados (RGPD) da União Europeia foi responsável pelo afastamento de cerca de um milhão de utilizadores ativos mensalmente do Facebook. A informação foi adiantada pela própria rede social, que revelou recentemente o seu relatório de contas referente ao segundo trimestre de 2018.

Google e Facebook acusados de manipular utilizadores para contornar limitações impostas pelo RGPD
Google e Facebook acusados de manipular utilizadores para contornar limitações impostas pelo RGPD
Ver artigo

Apesar de substancial, o número não desfaz os valores estratosféricos que a empresa regista na sua base de utilizadores. Note que na Europa são cerca de 376 milhões de utilizadores com conta registada no website. Em termos globais, o número ultrapassa os 2,2 mil milhões de utilizadores.

Embora este acontecimento não seja representante de uma tendência com contornos semelhantes, uma vez que o Facebook continua a gozar de uma base larga e estável de utilizadores, o êxodo também pode significar que os europeus estão mais sensibilizados para a questão da privacidade depois da aplicação do RGPD. Se quiser manter a sua posição no mercado europeu, a empresa deverá levar isso em conta.

Os últimos números divulgados pela rede social mostram que a base de utilizadores continua a crescer, mas mais devagar do que era esperado, e isso está a afetar os resultados. A empresa revelou ontem numa conferência com os investidores que, em 20 de junho, tinha 2,23 mil milhões de utilizadores mensais ativos, mais 11% do que no mesmo período do ano anterior, mas menos do que os 2,25 mil milhões de utilizadores que os analistas esperavam.

Statista - Gráfico utilizadores Facebook
créditos: Statista

A deceção também atingiu o número de utilizadores diários ativos, que eram 1,47 mil milhões, outro crescimento de 11%, quando os investidores aguardavam 1,49 mil milhões.

Os investidores estão ainda preocupados com o impacto que o investimento em ferramentas de privacidade e no cumprimento de regras como o RGPD vão ter nos resultados do Facebook nos próximos anos, o que fez com que o valor das ações caísse mais de 20% depois da divulgação dos dados.

Nota da Redação: Foi adicionado um gráfico. Última atualização 17h38

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.