Um novo relatório da Immunefi revela que, em novembro, o ecossistema de Cripto e DeFi (finanças descentralizadas) perdeu mais de 343 milhões de dólares devido a ataques e fraudes. O valor representa aumento de 15,4 vezes em relação a outubro, mês em que as perdas registradas foram superiores a 22 milhões de dólares.

Só este ano, os ataques e fraudes ao ecossistema de Cripto e DeFi resultaram em perdas que ultrapassam a marca dos 1,7 mil milhões de dólares, indicam os dados do relatório.

Clique nas imagens para ver com mais detalhe

A par de setembro, onde os prejuízos atingiram 340 milhões de dólares, e de julho, onde já totalizavam 320 milhões de dólares, novembro afirma-se como um dos meses deste ano com as maiores perdas totais até à data.

Em novembro, o ecossistema de CeFi (finanças centralizadas) tornou-se o principal alvo de ataques em termos de fundos perdidos, representando 53,8% das perdas totais. Por outro lado, as perdas registadas no ecossistema DeFi representaram 46,2% do total.

De acordo com a Immunefi, os ataques continuaram a ser a causa predominante das perdas, em comparação com as fraudes. No mês em análise, foram perdidos mais de 335 milhões de dólares devido a ataques.

O mês de novembro fica marcado pelos ataques à Poloniex, no valor de 126 milhões de dólares; à HTX Exchange e Heco Chain, no valor de 115 milhões de dólares; e KyberSwap em mais de 48 milhões de dólares.

Entre os principais alvos de ataques na Blockchain destaca-se a BNB Chain, com 22 incidentes, e Ethereum, com 12 incidentes, representando mais da metade dos incidentes.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.