Os dados foram avançados durante a conferência “Be Digital”,  organizada pela PHD, e que este ano se dedicou ao impacto da tecnologia e às consequentes transformações sociais, assim como à importância dos dados para a criação de audiências e a integração das marcas nos conteúdos.

Partindo da premissa de que as máquinas se vão tornar tão inteligentes quanto o Homem, Sneha Nagest, Global Search Business Director da PHD Global Business UK, defendeu que os responsáveis pelas marcas  devem estar aptos a criar estratégias de conteúdo e receptivos a investir em gestão de conhecimento.

Acrescentou ainda que, para fazer face aos avanços tecnológicos, devem ser preparadas estratégias para o desenvolvimento de experiências reais e virtuais junto dos seus clientes ou consumidores assim como deve ser feita uma aposta em virtual personal assistants.

Para Rui Freire, do Omnicom Media Group, e porque o avanço tecnológico se dá rapidamente, “o desafio das marcas passa por uma maior especialização em alimentar o algoritmo, tendo em conta que os dados que atualmente existem sobre as pessoas são mais poderosos que nunca”.

O desenvolvimento de conteúdos criativos que integrem as marcas em função dos seus objetivos e o seu impacto nas audiências e no comportamento dos consumidores foram os outros temas cuja importância também foi destacada.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.