A Google aceitou encerrar uma lista de comunidades do Orkut após uma reunião com a Polícia Federal brasileira e com a Safernet, uma ONG que actua no país, depois de conhecer a ligação entre os referidas canais da sua rede social e o Primeiro Comando da Capital (PCC), um grupo ligado de crime organizado que recentemente esteve na origem dos confrontos em São Paulo, avança a Associated Press.



Entre a lista divulgada aos representantes da Google encontram-se páginas que incitam ao terrorismo, ao tráfico de drogas, vandalismo e uma página atribuída ao Comando Vermelho, semelhante à utilizada pelo PCC, onde constam mensagens de incentivo a crimes contra o Presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, ou à bombas no Congresso Nacional Brasileiro.



Durante o encontro a Google avançou algumas propostas para a resolução do problema, nomeadamente a criação de um canal directo para pedidos de remoção de comunidades do Orkut que seria usado pela Polícia Federal, a Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados ou o Senado e a Procuradoria Geral da República.



Na mesma lista de propostas encontra-se a possibilidade da colocação de informações referentes aos utilizadores que tenham praticado qualquer tipo de crime pela Internet num banco de informação acessível às autoridades.



De acordo com o deputado e Presidente da Comissão de Direitos Humanos brasileira, Luiz Eduardo Greenhalgh, citado pela AP, a Google irá analisar a possibilidade de criar no Brasil "uma equipa formada por pessoas que conheçam a legislação brasileira e falem português para que existam funcionários que possam fazer a comunicação entre autoridades brasileiras e a direcção da empresa".



O mesmo responsável revelou ainda ao ABC News que o acordo entre a empresa norte-americana e as entidades brasileiras será fechado nos próximos quinze dias, havendo o compromisso por parte da Google de retirar as páginas em "24 horas, contadas a partir do recebimento da lista".



A reunião realizada na passada terça feira foi marcada para tentar resolver um impasse que já dura há algum tempo, uma vez que a Google não fornece qualquer tipo de informações às autoridades brasileiras relativamente aos seus utilizadores. Esta é uma acção que tem sido alvo de criticas há já bastante tempo dada a comprovada ligação de membros da rede social Orkut à prática de crimes, entre as quais a pedofilia. A Google defende-se dizendo que o seu escritório no Brasil tem funções meramente comerciais.



O Orkut é uma comunidade online onde se podem conhecer pessoas de todo o mundo e trocar opiniões, muito popular no Brasil, onde conta aproximadamente com 8 milhões de pessoas, cerca de um quarto do total de utilizadores com acesso à Internet no país.



Notícias Relacionadas:

2006-05-14 - Google anuncia novas funcionalidades para o seu motor de busca


2006-03-20 - Tribunal dá razão ao Google no caso da informação sobre critérios de pesquisa

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.