O número de utilizadores de acessos à Internet por banda larga no conjunto de países que compõem a OCDE aumentou dos 136 milhões para os 158 milhões, entre Junho e Dezembro de 2005. O crescimento colocou a taxa de penetração da tecnologia nos 13,6 subscritores por 100 habitantes. O DSL continua a ser a plataforma de acesso preferida, só ultrapassada pelo cabo em dois países, o Canadá e os Estados Unidos.



A Islândia liderava a tabela de 30 países com uma taxa de penetração de 26,7 por cento, seguida da Coreia e da Holanda, com respectivamente taxas de penetração de 25, 4 e 25,3 por cento. O relatório da OCDE revela que o mercado da banda larga na Coreia está numa nova fase de desenvolvimento onde os subscritores mudam de plataformas, tentando aumentar a sua largura de banda. Por isso, as ligações de banda larga em fibra óptica cresceram mais de 52 por cento durante o ano passado.



Portugal surge num modesto 21º lugar na tabela, abaixo da média da OCDE, quando existiam 11,5 habitantes em 100 a subscreverem serviços de banda larga, traduzidos num total de 1,212 milhões de subscritores, mostra o relatório.



Os dados para Portugal estão em linha com outros divulgados recentemente pela Associação Europeia de Telecomunicações (ECTA) e pela Anacom (ver Notícias relacionadas), com ambas a colocarem o número total de subscritores acima dos 1,1 milhões, no final do terceiro trimestre de 2005.



Islândia, Finlândia, Holanda e Austrália registaram os maiores crescimentos per-capita, com cada um dos países a somar mais de seis subscritores por 100 habitantes durante 2005.



Entre os dados relativos ao ano passado, a OCDE destaca ainda o facto de o Japão liderar em FTTP, com 4,6 milhões de subscritores em fibra, valor que sozinho ultrapassa o número total de utilizadores de banda larga em 21 dos 30 países analisados.



Com 49 milhões, os Estados Unidos são o país da OCDE com maior número de subscritores de banda larga, representativo de 31 por cento de todas as ligações.



No que diz respeito às tecnologias de acesso, o DSL lidera na OCDE, com 62 por cento, enquanto o cabo recolhia 31 por cento das preferências entre os utilizadores. A Dezembro de 2005 outras tecnologias, como o satélite, a fibra ou a linha fixa, somavam apenas sete por cento das subscrições.



Notícias Relacionadas:

2006-04-06 - Mais de 40% dos cidadãos europeus usa a Internet pelo menos uma vez por semana

2006-03-08 - Análise da ECTA confirma atraso na banda larga em Portugal

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.