A COVID-19 teve um impacto considerável na União Europeia (UE) e Bruxelas considera que esta crise de saúde pública pode ser uma oportunidade de transformação digital na União Europeia. A Comissão Europeia quer agora ouvir os europeus sobre os desafios que enfrentaram na nova realidade de ensino a distância, enquanto pais, professores e alunos.

Com um prazo até 4 de setembro, a consulta pública está a decorrer e pretende ajudar a Comissão Europeia a moldar a transformação digital do setor da educação e das formações na UE. Como objetivo a longo prazo, Bruxelas pretende melhorar a literacia digital dos cidadãos e ajudar os países da UE a trabalharem juntos para adaptarem os seus sistemas de educação e de formação à era digital. A CE ambiciona ainda aproveitar o potencial da Internet para disponibilizar o acesso online à educação a todos os europeus.

A verdade é que em plena pandemia muitas questões se têm levantado com o ensino a distância. Neste contexto, o Governo anunciou recentemente que vai disponibilizar 400 milhões de euros para garantir o acesso universal no próximo ano a computadores e à Internet.

Apesar das dificuldades sentidas por pais, professores e alunos no país, Portugal é o quarto país europeu com mais docentes a apostarem na formação para as aulas à distância. Os dados revelam que o número de professores portugueses inscritos no Centro para Educadores da Microsoft está a aumentar significativamente.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.