A força das redes sociais está mais uma vez a ser demonstrada e desta feita num caso relativo a Portugal. Um dos alegados incendiários da Serra do Caramulo, Luís Patrick, está a ser procurado pelas autoridades por ser um dos principais suspeitos da atividade criminosa. Mas no Facebook são já 15 mil os internautas que estão a mover esforços para ajudar a encontrar o indivíduo.

Fernando Marinho, outro dos alegados responsáveis pelo incêndio que causou a morte a três bombeiros, já está em prisão preventiva. Segundo vários meios de comunicação, Fernando Marinho terá apontado Patrick Luís como a pessoa que incentivou e provocou os incêndios. Os atos criminosos terão sido provocados como uma forma de vingança a uma multa recebida.

Luís Patrick tem residência no Luxemburgo e neste momento o seu paradeiro é incerto. Na página "Vamos encontrar o Incendiário Patrick", que no espaço de 24 horas conseguiu mais de 15 mil seguidores, têm sido reveladas fotografias e informações do suspeito para que este seja encontrado o mais rápido possível. A cada minuto que passa, dezenas de novos Gostos são acrescentados.

[caption]Luís Patrick[/caption]

Na página é notório o sentimento de revolta para com o suspeito e em várias publicações é pedido que a página seja partilhada ao máximo "para encontrarmos este incendiário que provocou a morte de 3 bombeiros".

Na página do Facebook estão a ser partilhadas fotografias dos dois suspeitos e os perfis privados dos mesmos também já foram revelados.

Ao que o TeK apurou, além das fotografias, ainda não foram divulgadas informações que permitam às autoridades saberem do paradeiro do suspeito.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.