A China planeia suspender na ilha tropical de Hainan, no sul do país, parte do seu projeto de vigilância e de censura operado pela divisão do Ministério da Segurança Pública do governo chinês, conhecido como Great Firewall, para promover o turismo.

China: 13 mil sites bloqueados e 20 milhões de contas suspensas pelo governo desde 2015
China: 13 mil sites bloqueados e 20 milhões de contas suspensas pelo governo desde 2015
Ver artigo

Os visitantes de áreas selecionadas em Haikou (a capital da província) e Sanya poderão aceder ao Facebook, Twitter e YouTube, de acordo com um novo plano elaborado pelas autoridades para transformar a província em um porto de comércio livre até 2020.

Ao longo deste plano de ação de três anos, está previsto um aumento em dois milhões por ano do número de visitantes estrangeiros à ilha que tem o tamanho da Bélgica e é apelidada de “Havai do Oriente”.

Como parte das medidas, as autoridades locais também deverão contratar até 50 mil trabalhadores migrantes com conhecimentos de inglês de países como Filipinas, Laos, Vietname, Camboja, Mianmar e Nepal, assim como aumentar o número de estudantes estrangeiros para 3.500.

Contudo, o projeto foi publicado no  site governamental da província na passada quinta-feira, mas deixou de estar online no dia seguinte, conforme relatado pelo South China Morning Post.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.