A Agência Central de Inteligência americana (CIA) anunciou o lançamento seu próprio website na rede anónima Tor (acrónimo de “The Onion Router”). O objetivo é permitir o acesso à CIA a quem quiser enviar informações úteis em segurança, ou estiver interessado em trabalhar na agência.

A CIA acredita que a mudança para um site “.onion“ foi uma medida natural, por se tratar de uma rede "segura, anónima, e não rastreável". O novo site será uma réplica exata do CIA.gov. No entanto, só poderá ser acedido através do próprio browser Tor, ou outros que permitam o acesso à rede “onion”. Sendo assim, não vai funcionar em browsers comuns, como o Google Chrome, que não são compatíveis com o Tor.

Em declaração oficial, a Diretora de Relações Públicas da agência americana, Brittany Bramell, afirmou: “a missão global da CIA exige que as pessoas possam ter acesso à nossa agência em segurança, a partir de qualquer lugar. A criação de um “onion site” é apenas uma de várias maneiras de irmos ao encontro das pessoas.”

O site pode ser acedido, utilizando um browser como o Tor, através do endereço “ciadotgov4sjwlzihbbgxnqg3xiyrg7so2r2o3lt5wz5ypk4sxyjstad.onion”. Trata-se de um serviço “onion” de versão 3, ou seja, dispõe de algoritmos criptográficos melhorados e de autenticação mais forte.

Anteriormente, também o New York Times e o Facebook tinham lançado os seus próprios sites anónimos no Tor, com a intenção de permitir a utilizadores de países onde a liberdade de expressão é limitada o acesso aos respetivos sites. Agora é a vez da CIA aderir ao “The Onion Router”, o que pode contribuir para a ideia de que o Tor não é apenas uma ferramenta usada por criminosos, mas que pode também ser importante para ajudar a sustentar as democracias.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.