Os Estados Unidos comemoraram no dia 23 de novembro o tradicional Dia de Ação de Graças, um período em que as famílias se reúnem para celebrar. Neste período há mais viagens das pessoas para visitarem familiares e jantarem o peru. A Cloudflare fez uma análise ao tráfego de internet gerado durante o período festivo para perceber o impacto da presença online.

Nos dados da empresa, no geral, houve uma quebra de 10% do tráfego de internet no dia do feriado, quando comparado com o mesmo dia homólogo da semana anterior. E essa percentagem foi igualmente observada durante o mesmo período de 2022. Na sua conclusão, o Dia de Ação de Graças mantém uma consistência no uso de internet, em que as pessoas preferem um maior convívio familiar do que estarem ligados online.

Veja na galeria mais dados:

Numa análise de detalhe horário, a atividade de internet começou a decrescer significativamente desde o meio dia até as 19h00 (fuso horário EST), chegando a menos 15% em relação à semana anterior. O maior pico foi às 16h00 EST, com uma quebra de 22% face ao mesmo período da anterior semana, assim como o período homólogo de 2022.

Olhando para os 50 estados, o centro dos Estados Unidos foi onde se registou quebras mais acentuadas no uso de internet. O estado da Dakota do Norte foi a que registou a maior quebra, de 36% com pico às 15h00. Seguiu-se a Dakota do Sul com 35% com pico às 14h00. O Mississipi registou 33% às 13h00, no pódio dos estados com maior quebra na utilização de internet.

Sendo um período onde há mais deslocações de pessoas, uma das tendências registadas pela Cloudflare é o aumento do uso de equipamentos mobile. No dia 23 de novembro, o tráfego a partir destes equipamentos contabilizou para 54,5% do uso de internet nos Estados Unidos. Mais uma vez, os valores estão em linha com os registados em 2021 e 2022, segundo a empresa.

Como um dado curioso, apesar do Dia de Ação das Graças representa um período em que as famílias cozinham, houve também um aumento de tráfego em websites relacionados com a entrega de comida.

A atividade dos hackers foi também analisada, nomeadamente os ataques DDoS. Segundo a Cloudflare, o Dia de Ação de Graças foi o que registou menos ataques nos Estados Unidos. Mesmo o envio de emails pela população geral teve uma quebra de 43% durante o período, em comparação com a semana anterior.

Em contraste, esta parece ser uma data propícia ao envio de spam. Os dados indicam que houve um aumento de 4% no dia 23 de novembro, sendo mais elevado que os 2% de aumento registados no mesmo dia da semana anterior. Mas aquelas que são consideradas maliciosas mantiveram a consistência de percentagem em todas as mensagens.

Na sua conclusão, a Cloudflare salienta que a tradição do Dia de Ação de Graças mantém-se firme, o tráfego de internet diminuiu como se esperaria, mas também os ciberataques. Mas esse cenário vai certamente mudar com os resultados da Black Friday e Cyber Monday.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.