Em comunicado, a Direção de Comunicação e Formação da EDA refere que "apesar deste incidente, estão asseguradas todas as condições inerentes ao normal fornecimento da energia elétrica na Região".

A empresa adianta ainda que o incidente foi "oportunamente notificado às entidades competentes" e que lamenta "todos os inconvenientes que esta situação possa causar", nomeadamente "ao nível do atendimento comercial".

Recorde-se que, desde o início de 2022 que várias empresas e entidades portuguesas têm sido vítimas de ataques informáticos. O ataque à Impresa, dona da SIC e do Expresso, aconteceu logo nos primeiros dias do ano e provocou danos extensos nos arquivos de informação das empresas. No final de janeiro, seguiu-se o website da Assembleia da República.

Em fevereiro, a Vodafone também foi alvo de um ataque informático, que teve um forte impacto no funcionamento dos serviços da empresa. Nesse mesmo mês, foram também atacados o grupo Cofina, a Trust in News os Laboratórios Germano de Sousa. No final de março, a Sonae MC foi também vítima de um ataque informático, que comprometeu o funcionamento do Continente Online e da aplicação do cartão Continente.

Ataque informático ao hospital Garcia de Orta ainda limita atividades noutros hospitais
Ataque informático ao hospital Garcia de Orta ainda limita atividades noutros hospitais
Ver artigo

Mais recentemente, o Hospital Garcia de Orta foram alvo de um ataque informático, que condicionou o funcionamento dos seus sistemas. O mesmo esquema que permitiu o ataque informático ao hospital em Almada foi lançado a outras unidades de saúde que limitaram o acesso a serviços e trabalharam com limitações para minimizar as hipóteses de serem também atacadas.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.