As conclusões são de um estudo da NetNames que, além de um relatório geral sobre a pirataria de conteúdos no mundo inteiro, tem dados específicos para o fenómeno nos livros eletrónicos, com base numa amostra recolhida no Reino Unido.

A análise teve por objeto livros técnicos, olhando para os 10 títulos mais populares em cinco áreas: Medicina, Matemática, Ciência, Engenharia e Economia.

Com base nos dados recolhidos, os investigadores concluíram que 76% destes 50 livros estavam disponíveis para download gratuito na sua forma pirateada, escreve a BBC. As ciências e a engenharia eram os temas mais visados.

A responsabilidade do "fenómeno" cai no preço dos livros, como se sabe tradicionalmente mais caros (ainda) do que os livros não técnicos, além de muitas vezes virem com "prazo de validade" - porque servem para estudar por dois ou três anos.

O conselho da NetNames para que as editoras possam colmatar o problema da pirataria passará pela rápida disponibilidade dos títulos fazendo-os chegar ao público alvo de uma forma simples, barata e fácil.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.