O Facebook já negou as acusações de que guarda o histórico de chamadas e SMS dos seus utilizadores… sem autorização. Numa publicação oficial, a rede social explica que tem tudo a ver com uma funcionalidade de opt-in relacionada com o Messenger e com o Messenger Lite, que os utilizadores têm a possibilidade de autorizar ou não.

Facebook anuncia medidas mais rígidas para proteger os dados pessoais dos utilizadores
Facebook anuncia medidas mais rígidas para proteger os dados pessoais dos utilizadores
Ver artigo

“Já deve ter visto algumas notícias recentes de que o Facebook tem guardado o histórico de chamadas e SMS (texto) das pessoas sem a sua permissão. Não é o caso”, pode ler-se logo no início da publicação “Fact Check: Your Call and SMS History”.

Explica depois que o histórico das chamadas e mensagens de voz está relacionado com uma caraterística opt-in do Messenger e do Facebook Lite para Android “que as pessoas têm expressamente de autorizar para utilizar” e que pode ser desligada em qualquer altura, descrevendo os passos a dar para tal.

As explicações surgem uns dias após a compra de anúncios de página inteira em jornais britânicos e norte-americanos, como o New York Times, o Wall Street Journal e o The Washington Post, para pedir "desculpa" por "não ter feito mais" quando soube que a Cambridge Analytica estava a explorar  indevidamente, os dados de mais de 50 milhões de perfis.

tek anúncio FB

Além de investigações e processos legais, a rede social está também a sofrer com a desvalorização em bolsa e com o desinvestimento de algumas empresas, que decidiram retirar os seus anúncios da plataforma. A isto junta-se ainda a hashtag #DeleteFacebook que foi tendência no Twitter durante vários dias e levou até à eliminação de páginas como a da Tesla e a da SpaceX.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.