Foi descoberto um novo erro de software da rede social Google+ que originou uma falha de segurança, expondo os dados pessoais de 52,5 milhões de utilizadores, avança a Lusa. A Google, através do vice-presidente da gestão de produto, David Thacker, referiu que as pessoas afetadas pela falha já começaram a ser notificados, com a garantia de proteção dos utilizadores.

Entre os dados expostos, mesmo em contas configuradas como privadas, estavam os nomes, endereços de email, o emprego e a idade. Os dados estiveram expostos entre os dias 7 a 13 de novembro, e a falha teve origem numa atualização de software. A Google demorou quase uma semana a detetar e corrigir os problemas.

O certo é que este problema despoletou a antecipação do encerramento da rede social, inicialmente previsto para agosto de 2019, para abril, segundo David Thacker. Esta situação parece um “déjà-vu” para um caso semelhante de outubro, originando a exposição de meio milhão de contas, levando a gigante tecnológica a fechar definitivamente a sua rede social.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.