Pelo menos 537 empresas ligadas a negócios na
Internet encerraram as portas ao longo deste ano,
em comparação com as 225 dotcoms que
fecharam em 2000. Estes dados, retirados de um
estudo ontem divulgado pelo site Webmergers, dedicado a
compradores e vendedores de acções deste tipo de
companhias, representam um nível de crescimento
superior ao dobro.



Apesar destes números pessimistas, o estudo
parece indicar que, pelo menos para as
dotcoms, o pior já passou, pois a taxa de
encerramentos abrandou nos últimos dois meses do
ano. Em Novembro e Dezembro, 21 dotcoms fecharam
as portas, o que representa um valor inferior a
metade dos 50 e 49 sites que ficaram offline
nesses mesmos meses relativos ao ano passado.
Estes dois últimos meses foram, aliás, os mais
baixos desde Agosto de 2000. As perdas neste
sector também diminuiram em termos trimestrais,
com 78 sites a desaparecerem no quatro trimestre
de 2001, comparado com os 135 verificados no
mesmo período do ano passado.



Os sites de comércio electrónico e de conteúdos
foram os mais atingidos nos últimos dois anos,
representando dois terços das empresas que
faliram após o rebentar da bolha da nova economia
e do mercado bolsista. Trinta e cinco por cento
dos encerramentos ocorridos em 2001 foram de
companhias de ecommerce, uma descida de 19
por cento em relação aos 54 por cento de 2000.
Por outro lado, os sites de entretenimento e de
outro tipo de conteúdos representaram 24 por
cento das falências em 2001, contra 27 por cento
em 2000.



Os analistas do Webmergers afirmaram que metade
das empresas (388 no total de 762) que
desapareceram nos últimos dois anos pretendiam
atrair a atenção dos consumidores, uma tendência
demonstrada pelo surgimento repentino de sites
como o Webvan, Kozmo e Pets.com. Os sites que
tinham como clientes-alvo as empresas
constituiram 38 por cento das perdas de dotcoms.



Este período do final do ano que parece dar
sinais de uma ligeira retoma no sector da
Internet,ocorre numa altura em que alguns
analistas informam que os sites de comércio a
retalho que sobreviveram ao rebentar da bolha se
estão a comportar de uma forma bastante boa
durante a época das férias do Natal, em
comparação com os anos precedentes, quando foram
criticados por prestarem um fraco
serviço.



Notícias Relacionadas:

2001-12-21 - Brinquedos
e consolas ajudam a impulsionar comércio
electrónico

2001-10-15 - Número
de dotcoms que apelam ao Capítulo 11
aumenta

2001-07-18 - Falências
nas "dotcoms" agravaram-se no primeiro
semestre

2001-01-04 - Ano
2000 pródigo em encerramento de "dotcoms"

2000-11-22 - Este
ano já faliram 130 empresas ".com"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.