"A Alphabet e a Google já não precisam de dois CEOs e um presidente". Esta é uma das frases de um post assinado pelos dois fundadores da gigante tecnológica que começou em 1998 como um motor de busca e que evoluiu para uma companhia complexa, com um poder enorme no mundo da tecnologia, que se estende a todo o globo.

A publicação de Larry Page e Sergey Brin recorda a primeira carta dos fundadores, ainda em 2004, onde assumiam que a Google não era uma empresa convencional e que não tencionavam tornar-se uma. Os princípios mantiveram-se os mesmos mas a empresa evoluiu e chegou à idade adulta, crescendo muito para além dos serviços de pesquisa e levando à criação da Alphabet em 2015.

Google volta a ser (quase) só um motor de busca. Alphabet é agora a holding para tudo o resto
Google volta a ser (quase) só um motor de busca. Alphabet é agora a holding para tudo o resto
Ver artigo

"Embora tenha sido um privilégio enorme estarmos profundamente envolvido na gestão da empresa no dia a dia, acreditamos que é tempo de assumir o papel de pais orgulhosos, oferecendo conselhos e amor, mas não uma supervisão [ou ralhetes] diária", explicam, na longa comunicação onde justificam a sua saída da estrutura executiva da empresa. Desde a criação da Alphabet Larry Page tinha assumido o cargo de CEO da "companhia chapéu" do grupo, enquanto Sergey Brin era presidente.

A ideia agora é simplificar a gestão e deixar a liderança da companhia nas mãos de Sundar Pichai, que já era CEO da Google e mantém esse cargo, acumulando com a presidência da Alphabet. A passagem de testemunho é feita com grandes elogios para o executivo que nos últimos anos tem dado a cara pelas opções da empresa, e que é destacado pela sua humildade e paixão.

Casa-mãe do Google já é mais rica do que a Apple
Casa-mãe do Google já é mais rica do que a Apple
Ver artigo

"Ele trabalhou próximo de nós nos últimos 15 anos, através da formação da Alphabet, como CEO da Google e membro do conselho de diretores da Alphabet. Partilha a nossa confiança no valor da estrutura da Alphabet e a capacidade que nos dá de enfrentar os maiores desafios através da tecnologia. Não há ninguém em tivéssemos confiando mais desde que a Alphabet foi fundada, e não há melhor pessoa para liderar a Google e a Alphabet no futuro", afirmam.

Larry Page e Sergey Brin garantem porém que vão manter-se no conselho de administração como membros ativos, acionistas e co-fundadores, mas na verdade Sergey Brin já se mantinha mais afastado do dia a dia operacional da companhia, no cargo de presidente.

Nota da Redação: A notícia foi atualizada com mais informação

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.