A mulher tinha sido alvo de uma multa de estacionamento de 30 euros. Depois do episódio fotografou o carro patrulha usado pelos agentes e publicou a imagem na rede social, mostrando que este estava estacionado no mesmo local que lhe tinha valido a multa.



Na legenda da imagem defendeu que os militares estacionaram no local para ir comer a uma pastelaria e deixou algumas acusações, referindo termos como corruptos ou corrupção.


A publicação teve sucesso e em poucas horas foi partilhada cerca de 15 mil vezes, acabando por ser vista pelas autoridades que decidiram agir, relata esta terça-feira o Diário de Notícias.


O comando da GNR de Faro fez saber que avançou com uma queixa-crime junto do Ministério Público e a mulher pode agora ser condenada por difamação.

"Trata-se de um comentário lesivo para os militares que estiveram envolvidos, mas também para a instituição. Os apelidos que são utilizados traduzem um comprometimento daquilo que são os valores e os princípios institucionais da Guarda", justifica ao Diário Marco Cruz, da Divisão de Comunicação e Relações Públicas do Comando Geral da GNR.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.