A acusação da empresa centra-se nas alegadas exigências feitas pela Google junto dos fabricantes de dispositivos móveis, para que o seu motor de busca seja integrado por defeito no sistema operativo móvel, uma opção vedada a outras empresas de pesquisa.



A Yandex, que controla 60% do mercado de pesquisas online na Rússia, também se queixa do facto de qualquer dispositivo Android ter pré-carregados um conjunto de outras aplicações e serviços exclusivos da Google, mesmo tratando-se de uma plataforma de software seja aberta.



As acusações integram um processo já encaminhado para o regulador da concorrência, a quem caberá agora analisar o caso e perceber se a acção da Google está a violar a legislação russa.



A Yandex relaciona a sua perda de quota nas pesquisas realizadas a partir de dispositivos Android com as restrições impostas pela Google e garante que há um ano tinha 52% deste mercado, na Rússia. Agora não vai além dos 44%.



No processo, a tecnológica cita mesmo três empresas que lhe terão dito especificamente que não podiam continuar a pré-instalar o seu motor de busca nos respectivos equipamentos: Prestigio, Fly e Explay.



Com uma população superior a 140 milhões de habitantes, a Rússia soma mais de 85 milhões de utilizadores de Internet, um universo relevante para qualquer empresa de serviços digitais. Em meados do ano passado usavam a Internet no telemóvel 25,5 milhões de russos, de acordo com dados da própria Yandex.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.