Os “reparos” são da Rangel Logistics Solutions, apresentados durante a 2ª Conferência Internacional “Business on the Way”, promovida pela AEP no Porto. “As empresas nacionais devem ajustar-se à realidade do ecommerce dos dias de hoje, mercado que em 2017 representou um volume de vendas de 2 biliões de euros a nível mundial e espera-se que ascenda aos 4,6 biliões de euros em 2021”, referiu Nuno Rangel.

Para o CEO da empresa de logística, o indicador de ecommerce mais crítico para as empresas portuguesas será contudo o elevado comércio cross border, já que 85% dos consumidores fazem as suas compras online fora de fronteiras.

Novas regras para comprar online na UE são aplicadas a partir de segunda-feira
Novas regras para comprar online na UE são aplicadas a partir de segunda-feira
Ver artigo

“Por aqui se vê o potencial que existe para o tecido empresarial português. É fundamental que as empresas nacionais se ajustem a esta realidade e desenvolvam uma estratégia de ecommerce que inclua uma componente logística rápida e eficiente, pois isso é o que o cliente online cada vez mais exige – preço e rapidez na entrega do produto”, afirmou na conferência.

A 2ª Conferência Internacional BOW realizou-se no dia 29 de novembro, na sede da AEP em Leça da Palmeira, e abordou o desenvolvimento da economia digital e as novas oportunidades de internacionalização que o ecossistema digital, extremamente complexo e dinâmico, apresenta às empresas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.