Os utilizadores visados na ação são clientes da Comcast e vivem no Estado do Oregon, nos Estados Unidos. Estão a ser processados pelo mesmo advogado que já tinha avançado com uma ação do género contra outras 11 pessoas.

Em declarações à Ars Technica, o advogado explica que nas novas ações judiciais pretende apenas que os utilizadores paguem 750 dólares, a coima mínima prevista pelo crime que estao a cometer.

No processo anterior o advogado levantou ações contra 11 pessoas que tinham visto o filme The Cobbler (O Sapateiro Mágico). Desta vez os "piratas" visados pelo processo usaram a plataforma peer-to-peer para ver O Sobrevivente.

Na Dinamarca, as duas detenções que aconteceram no final de agosto visaram os responsáveis pelo Popcorntime.dk e Popcorn-time.dk, dois sites que ensinavam a usar a aplicação, mas que não hospedavam nem disponibilizavam quaisquer conteúdos protegidos por direitos de autor.

O PopcornTime apresenta-se como uma aplicação para ver filmes e series instantaneamente, que reproduz filmes e séries a partir de torrentes. Por aí circulam conteúdos protegidos por direitos de autor, de forma não autorizada pelos respetivos detentores desses direitos.  

 

 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.