Os utilizadores visados na ação são clientes da Comcast e vivem no Estado do Oregon, nos Estados Unidos. Estão a ser processados pelo mesmo advogado que já tinha avançado com uma ação do género contra outras 11 pessoas.

Em declarações à Ars Technica, o advogado explica que nas novas ações judiciais pretende apenas que os utilizadores paguem 750 dólares, a coima mínima prevista pelo crime que estao a cometer.

No processo anterior o advogado levantou ações contra 11 pessoas que tinham visto o filme The Cobbler (O Sapateiro Mágico). Desta vez os "piratas" visados pelo processo usaram a plataforma peer-to-peer para ver O Sobrevivente.

Na Dinamarca, as duas detenções que aconteceram no final de agosto visaram os responsáveis pelo Popcorntime.dk e Popcorn-time.dk, dois sites que ensinavam a usar a aplicação, mas que não hospedavam nem disponibilizavam quaisquer conteúdos protegidos por direitos de autor.

O PopcornTime apresenta-se como uma aplicação para ver filmes e series instantaneamente, que reproduz filmes e séries a partir de torrentes. Por aí circulam conteúdos protegidos por direitos de autor, de forma não autorizada pelos respetivos detentores desses direitos.  

 

 

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.