O eclipse parcial desta segunda-feira de Lua cheia vai durar algumas horas e é observável a “olho nu”. Em linguagem técnica denomina-se “eclipse penumbral”, o que significa que a sombra da Terra não vai cobrir toda a superfície da Lua.

O fenómeno astronómico ocorre quando a Lua entra na região da penumbra da Terra. Isto acontece sempre que o Sol, a Terra e a Lua se encontram próximos ou em perfeito alinhamento, estando a Terra no meio destes outros dois corpos.

O eclipse será visível de formas distintas e a horas igualmente diversas, conforme o local do globo a partir do qual é observado. Mais precisamente pode ser visto em Portugal a partir das 20h35 em Lisboa, das 20h57 na Madeira e das 20h41 nos Açores, hora a que nasce a Lua, informa o Observatório Astronómico.

 

Na verdade, a "olho nu", os portugueses vão poder apenas assistir à fase final deste eclipse parcial, uma vez que a "sessão" começa às 16h48 e o pico do acontecimento acontece às 19h21, antes do nascimento da Lua por cá.