A IBM e a Linden Labs, empresa criadora do Second Life, estabeleceram uma parceria para a pesquisa e desenvolvimento de tecnologias de interoperabilidade entre diferentes mundos e serviços virtuais. O objectivo é fornecer ao utilizador uma só identidade virtual, concretizada num avatar, passível de ser utilizada para aceder a diferentes serviços e mundos virtuais, retendo as mesmas características visuais e informação relevante.

Embora uma identidade virtual única esteja ainda bastante distante em termos de desenvolvimento, a tendência é cada vez mais para os 'mundos abertos´, que permitem a migração dos seus avatares para outros mundos ou serviços, em oposição a um conceito de 'mundo fechado', onde os avatares têm a sua utilização limitada ao universo onde foram criados.

A interoperabilidade entre serviços e universos é um factor chave nos emergentes mundos virtuais à medida que os ambientes 3D interactivos surgem como uma alternativa futura à visualização da Web a duas dimensões.

È nesta perspectiva que empresas como a IBM, Cisco, Microsoft e Sony, demonstram um interesse crescente pelos universos virtuais, marcando presença numa conferência de mundos virtuais, a decorrer durante esta semana nos Estados Unidos e que visa permitir às empresas e aos developers apresentarem os seus modelos e ensaiarem parcerias fulcrais.

Esta conferência é também um sinal claro do amadurecimento da indústria de modelação de mundos virtuais que, tendo as suas origens como ferramenta do mercado dos jogos, atraiu mais de 200 milhões de dólares de investimentos no ano passado.

Notícias Relacionadas:

2007-08-10 - Gartner avisa que Second Life apresenta riscos para as empresas

2007-08-26 - IBM alarga número de colaboradores no Second Life

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.