Talvez o nome Tiago Pereira não seja muito conhecido na comunidade de gaming, mas se o chamarmos por Tji, certamente que muitos o reconhecem como um dos mais populares streamers portugueses da Twitch. Talvez pergunte o que significam estas siglas, mas sem segredo Tiago Pereira explicou ao SAPO TEK que se trata de uma alcunha do seu tempo de escola, quando uma colega chamava pelo seu nome com sotaque brasileiro “Tjiago” e assim ficou.

O seu canal na Twitch existe desde 2014 e conta com quase 85 mil seguidores, tendo aberto depois dois projetos no YouTube, o principal Tji Reacts com 57,6 mil e o Tji Gaming com quase 7 mil subescritores. São muitos seguidores deste jovem de 26 anos, que desde 2017 trabalha a full time nestes seus projetos de streaming e criação de conteúdo.

Tji
Tiago "Dji" Pereira é carinhosamente conhecido na sua comunidade como "semi-deus", que se tornou um meme do seu canal.

Ainda assim, o “semi-deus” como é apelidado nos memes da sua comunidade, sente que o seu principal desafio “é tentar manter isto como full time job, porque acaba por ser um trabalho pouco seguro, em que chegamos ao fim do mês e não podemos contar com um valor certo. É algo pouco estável, mas no meu caso tenho conseguido manter estável e está a correr bem nos últimos anos”, destaca o criador de conteúdos.

Licenciado em comunicação social e cultural pela Católica, tirou também uma pós-graduação em Internet e Novos Media na mesma instituição. Questionado se ponderava explorar os seus cursos noutras áreas, Tiago Pereira afirma que a sua formação ajudou nas bases da comunicação do seu canal, mas aquilo que queria mesmo seguir, caso um dia enveredasse pela área, “era fazer rádio. Já estagiei na RFM durante seis meses, durante o meu estágio curricular, devido à minha pós-graduação e gostava imenso de voltar”.

No ano passado, teve um programa da Mega FM, por isso já tem alguma experiência na sua “segunda paixão”, que afirma, dificilmente trocaria pelas streams. “Quanto muito tornava as streams como hobby, muito dificilmente largaria a stream. Podia passar a fazer sem ser a full time. Mais depressa largaria o YouTube”, afirma Tiago Pereira, considerando que “estar em live é quase terapêutico”. Neste momento passa cerca de 7 horas em live e é o seu trabalho a tempo inteiro, mas se tivesse de arranjar outro emprego, “nem que fossem duas horinhas ou apenas ao fim-de-semana, nunca deixaria de fazer streams”, salienta.

Já estagiei na RFM durante seis meses, durante o meu estágio curricular, devido à minha pós-graduação e gostava imenso de voltar

Sobre as empresas que agora têm apoiado os criadores, Tiago Pereira considera que as marcas estão muito mais abertas a criadores de conteúdo, na área do gaming, sobretudo no YouTube e na Twitch. Considera que existem muitas marcas em Portugal a contactar os criadores, dando o exemplo da Worten e a Mega Hits que fizeram uma parceria com o próprio para um programa de gaming. Refere ainda que os eSports, cada vez mais populares, têm ajudado a alavancar o sector. “As marcas têm cada vez mais interesse no público que podem alcançar através do gaming e dos eSports, e acabam por estar bastante interessadas e disponíveis em criar conteúdo connosco”.

Fazendo uma avaliação ao seu próprio público, Tji não sabe bem o target do seu canal, porque diz que tanto tem um público muito novo, como entre os 18-24 anos e outra fatia de seguidores mais velhos que Tiago a assistir às suas streamings. “O meu público segue-me pelo variety gaming, ou seja, não se focam apenas num único jogo, gostam de ver tudo”, explica o criador, orgulhoso pelo que conseguiu construir ao longo dos anos, mantendo uma audiência estável.

Tji
Os "reacts" a outros canais e criadores de conteúdo fazem parte da sua programação nas streamings.

Para além dos videojogos, Tiago Pereira também é um amante de música, e mesmo antes de fazer conteúdos de jogos, já compunha música, nomeadamente RAP, desde 2010. Em 2017 entrou nas brincadeiras “que toda a gente andava a fazer no Youtube, as Diss Tracks a outros Youtubers, e como fazia RAP há algum tempo fiz algumas paródias”, algo que lhe deu um grande alcance e catapultou os seus canais para aquilo que são hoje. Havia muita gente que gosta de saber a sua opinião sobre nova música RAP. Mas atualmente foca-se em diferentes géneros, fazendo as Reacts a conteúdos de outros criadores de música, avaliando-os de forma crítica.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.