O empreendedor Kim Dotcom demitiu-se do lugar de diretor do Mega, serviço de alojamento na cloud, para se focar no desenvolvimento de um projeto ligado à música e para se concentrar nas batalhas judiciais em que está envolvido. As aspirações políticas do multimilionário também terão pesado na decisão.

A notícia é avançada pela publicação TorrentFreak e o projeto de música é de todas as atividades "extra-curriculares" a que mais interesse poderá ter para os internautas. Segundo a mesma publicação o serviço será detido por uma empresa do próprio Kim Dotcom e o nome não terá o título "Mega" como marca.

É provável que o serviço seja de streaming e possa rivalizar com concorrentes como o Spotify ou All Access do Google Play.

A demissão pode ser vista como uma surpresa para alguns, mas já haviam indicadores de que Kim Dotcom não estava completamente dedicado ao projeto. A nomeação de Vikram Kumar para o cargo de diretor executivo, em vez de ser ocupado pelo próprio Kim Dotcom, deixava antever uma mobilidade do empreendedor tecnológico.

Apesar da saída, Kim Dotcom já terá deixado vários planos delineados para o Mega. Um deles é a entrada da empresa na bolsa de valores neozelandesa, estando a Oferta Inicial Pública (IPO) prevista para agosto do próximo ano.

Recentemente foi lançada uma aplicação para Android do serviço de Alojamento, estando prometidas versões para iOS e Windows Phone para os próximos tempos.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.