As regras de utilização do Second Life estão cada vez mais apertadas. Depois de há alguns meses ter proibido os anúncios e promoção de casinos online, a Linden Lab publicou agora um novo código de utilização onde proíbe todos os jogos e apostas online entre os residentes, sejam eles pagos em dinheiro virtual ou real.

A empresa tenta assim evitar mais pressões do FBI, que se tem esforçado para limitar os jogos dentro do mundo virtual, que se tornaram uma presença constante entre os residentes do Second Life.

Um post publicado no blog da comunidade explica que apesar de não serem oferecidos jogos dentro do serviço, os residentes têm de obedecer às leis federais que proíbem os jogos online. A proibição estende-se também a utilizadores não residentes nos Estados Unidos.

"Agradecemos a sua colaboração com estas regras e a compreensão de que acreditamos que esta acção segue no melhor interesse de fornecer um serviço bem sucedido no Second Life", diz a Linden Lab nesse post, avisando ainda que poderá rever as regras agora definidas de acordo com o feedback da comunidade e das autoridades.

Entre os jogos banidos incluem-se o Baccarat, Blackjack, Poker e Roleta, mas também as apostas desportivas.

A Linden Lab promete que vai aplicar "activamente" estas regras, mantendo uma vigilância apertada sobre os residentes. Se forem descobertas actividades relacionadas com jogos que violem estas regras podem ser suspensas as contas dos residentes sem devolução de pagamento, podendo a informação ser divulgada às autoridades e instituição financeiras e gerar uma intimação judicial.

As novas regras têm efeito imediato após a publicação do post, que aconteceu na quarta-feira dia 25 de Julho.

As críticas sobre a limitação das liberdades e direitos dos residentes do Second Life têm vindo a crescer face a estas novas regras. Muitos utilizadores já protestam devido à falta de "actividades" interessantes no mundo virtual, já que passear-se pelos espaços criados e conversar com outros utilizadores parece pouco para quem procura diversão. Os jogos e o sexo virtual são uma alternativa com um número crescente de adeptos, e por isso as limitações impostas deixam muitos descontentes.

Recorde-se que ainda hoje foi divulgado que também a IBM está a controlar a forma como os seus funcionários que têm avatars no Second Life e representam a empresa se comportam, tendo sido estabelecido um código de conduta específico.

Notícias Relacionadas:

2007-07-27 - Colaboradores da IBM com avatars em mundos virtuais vão seguir código de conduta

2007-04-04 - FBI investiga casinos virtuais do Second Life

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.