A maioria dos estudantes universitários não tem conta no LinkedIn. A conclusão é de um inquérito da Universidade Portucalense, que revela, no entanto, que a grande maioria tem conhecimento da existência da plataforma decicada ao meio profissional.

As respostas dadas por 358 estudantes do ano letivo de 2019/2020, da Universidade Portucalense, no Porto, e por três da Universidade de Granada, revelam que 67% dos jovens optam por não ter uma conta na rede social. Em termos de números, isto significa que apenas 118 estão registados no LinkedIn. Apesar destes valores, a verdade é que a maior parte, 275 estudantes, conhecem a rede social.

Confira nas tabelas alguns dos resultados do inquérito

Destes 118, a maior parte tem até 100 conexões na rede social e apenas 7% têm mais de 300. Ainda assim, 86 estudantes assumem que nunca utilizaram o LinkedIn, com somente sete a garantirem que estão online todos os dias.

Quanto à utilidade que dão à plataforma, os estudantes universitários utilizam sobretudo a rede social para procurarem emprego ou estágio. Em segundo lugar, surge o contacto com profissionais da área ou do estágio e expor publicamente o currículo é a terceira razão mais frequente para os jovens utilizarem a rede social.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.