Um rapaz de 17 anos chamado Julius “zeekill” Kivimaki foi condenado após 50.700 acusações de ataques cibernéticos, cometidos pela famosa quadrilha de piratas informáticos Lizard Squad. Ao adolescente foi atribuída uma pena suspensa de dois anos e a obrigação de lutar contra a cibercriminalidade.

De acordo com o Daily Dot, que cita um jornal finlandês, as acusações de Julius Kivimaki incluem “violações de dados, fraudes de pagamento, assédios de telecomunicações, e outras acusações relacionadas a fraudes e violações dos segredos de empresas". A publicação finlandesa divulgou ainda que o jovem finlandês tem executado crimes cibernéticos desde os 15 anos.

A Lizard Squad recebeu cobertura mediática devido aos vários ataques realizados ao longo do último ano, incluindo ataques de negação de serviço (DDoS) na PlayStation Network e na Xbox Live, dificultando o registo dos utilizadores nas duas redes.

Já este ano, o grupo de hackers foi indicado como o responsável pelos apagões temporários nas redes sociais Facebook, Instagram, Tinder e Hipchat. Recorda-se ainda que estes piratas informáticos vendem serviços de ataques DDoS, sabendo-se que existiam clientes portugueses que recorriam ao negócio dos crackers.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.