A investigação sobre a instalação do Internet Explorer nos sistemas operativos da Microsoft ainda está a decorrer, avaliando se a empresa está a cumprir as medidas impostas pela Comissão Europeia, mas Steve Balmer já terá prometido que vai fazer as alterações que o executivo europeu exigir.

A garantia foi dada este fim de semana pelo comissário europeu responsável pela concorrência, Joaquin Almunia, que disse que, numa conversa pessoal com o CEO da Microsoft este “tinha dado garantias de que iria cumprir imediatamente, independentemente das conclusões da investigação”, afirmou numa conferência em Itália, citado pela Agência Reuters.

Em causa está também o novo sistema operativo Windows 8, que será lançado em Outubro, que terá de apresentar o mesmo interface de escolha de browsers a instalar que a União Europeia tornou obrigatório no Windows 7.

O executivo europeu tinha feito saber que estava a avaliar o cumprimento das medidas impostas em 2009. O ecrã de escolha de browser começou a ser aplicado em 2010 a mais de 100 milhões de PCs na Europa, mas o plano mantinha-se por cinco anos para uma média de 30 mil novos utilizadores de PCs anualmente.




[caption][/caption]

Em julho a Comissão Europeia fez saber que estava a avaliar o cumprimento das medidas e também a avançar com a investigação sobre a forma como a Microsoft iria apresentar a opção de instalação de browser no Windows 8, na sequência de concorrentes, nomeadamente em relação à versão do sistema operativo para tablets, que foi alvo de críticas por parte da Mozilla e da Google.

A medida imposta na União Europeia tem contribuído para o crescimento da utilização de browsers alternativos, especialmente o Firefox da Mozilla e o Chrome da Google, como mostram os números de utilização.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Fátima Caçador

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.