A Microsoft perde mil milhões de dólares por trimestre com o Bing e os serviços Microsoft Online. As contas são da CNN Money que analisou dados disponibilizados pela fabricante e pelo mercado para garantir que a empresa já perdeu 9 mil milhões de dólares (6,6 mil milhões de euros) desde 2007, quando começou a investir mais nos serviços online.



De acordo com os cálculos, diariamente a fabricante perde 11 milhões de dólares (8,1 milhões de euros) com os negócios online, o que significa perdas de 462,9 mil dólares por hora (342 mil euros).



Em 2009 a empresa lançou o Bing, que acabaria por garantir-lhe uma duplicação da quota de mercado, mas depois de ter conseguido esse crescimento perdeu gás. O canal sublinha que o crescimento do serviço tem-se feito essencialmente às custas de concorrentes secundários, como o Yahoo, a AOL ou o Ask.com.



O Google, principal concorrente, continua a manter a liderança de mercado e a sua presença dominante nunca chegou a ser abalada desde que o Bing entrou em cena. O Google continua a somar quase 65 por cento das pesquisas realizadas online, enquanto o Bing assegurará uma quota em torno dos 15 por cento, diz a mesma fonte.



De acordo com especialistas consultados pela CNN, o motor de busca só se tornará rentável depois de atingir 25 a 30 por cento de quota.



Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.