A fusão com o Skype determinou o fim do Messenger, mas a Microsoft acaba de comunicar que afinal os utilizadores do serviço de mensagens instantâneas têm mais algum tempo para fazer a migração. Num post no blog do Skype a empresa explica que a mudança terá início a 8 de abril para os utilizadores da versão inglesa e se prolonga até 30 de abril, sendo os últimos a mudar os clientes que usam o português do Brasil.

A primeira data marcada para mudar os mais de 100 milhões de utilizadores do Messenger para o serviço de comunicações VoIP que a Microsoft adquiriu em Maio de 2011 tinha sido 15 de março. A empresa já tinha enviado mensagens aos clientes nesse sentido mas muda agora os planos.

O processo de migração ficou definido entre 8 e 30 de abril, mantendo-se o Messenger a funcionar apenas para os utilizadores na China, onde o serviço continuará disponível.

A sobreposição de algumas funcionalidades entre os dois serviços já fazia adivinhar a hipótese de fusão, sobretudo porque o Skype oferece um serviço mais completo, com a possibilidade de fazer chamadas para números telefónicos fixos e móveis, para além do chat de vídeo e texto e ainda partilha de documentos.

O Skype tem vindo a facilitar o processo de migração, permitindo a autenticação aos utilizadores com as credenciais do Messenger, para além de ter integrado também a autenticação com os dados de utilização do Facebook.

A Microsoft defende no blog do Skype que está empenhada em providenciar uma experiência positiva de mudança e que os utilizadores têm vantagens de flexibilidade e a possibilidade de utilizar o serviço em mais plataformas, incluindo o Windows, Mac, iOS, Windows Phone, Android e em breve Blackberry.

A empresa preparou ainda um tutorial especialmente concebido para os utilizadores do Messenger sobre a utilização do Skype.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.