Com escolas e universidades fechadas, as plataformas online são agora a nova alternativa para professores e alunos. A pensar no crescente aumento de utilização destes serviços, o Ministério da Educação anunciou esta segunda-feira que a partir desta semana as escolas terão ao seu dispor a “brigada” de apoio "Estamos on com as escolas" para apoiar professores e diretores, composta por mais de 100 profissionais.

Na nota à comunicação social, o Ministério considera ser "imperativa a adaptação do processo de ensino e aprendizagem", devido ao surto epidemiológico que o país atravessa e que já levou à declaração do Estado de Emergência. Por isso, as instituições passam a poder contar com uma equipa constituída por professores das equipas regionais da Autonomia e Flexibilidade Curricular, embaixadores do E-twinning e Laboratórios de Aprendizagem, embaixadores do Programa de Educação Estética e Artística e coordenadores da Rede de Bibliotecas Escolares.

A equipa tem como função garantir um acompanhamento de proximidade às escolas, contribuindo para recolher boas práticas, mas também constrangimentos sentidos nesta altura em que o próprio ensino se tem de adaptar. Desta forma, pretende-se apoiar as escolas de forma articulada com os serviços centrais do Ministério da Educação.

Por outro lado, a "brigada" quer ainda constituir-se como "apoio especializado em algumas necessidades identificadas pelas escolas, possibilitar uma harmonização de tarefas e procedimento, e garantir que as redes de escolas já constituídas se mantêm ativas", pode ler-se na nota à comunicação social.

COLIBRI: Plataforma online de ensino à distância com mais de 63.000 utilizadores num só dia
COLIBRI: Plataforma online de ensino à distância com mais de 63.000 utilizadores num só dia
Ver artigo

Esta segunda-feira o Ministério da Saúde lançou ainda um instrumento de apoio aos diretores das escolas públicas e privadas, que pretende dar "uma resposta mais ágil e centralizada", disponível na página "Estamos On - Apoio aos Diretores". A iniciativa surge depois de as associações de professores e sociedades científicas estarem a disponibilizar, em parceria com a Direção-Geral da Educação, recursos educativos e formação à distância.

Este tipo de medidas pode ser bastante importante numa altura em que a plataforma de ensino à distância COLIBRI continua a registar diariamente um aumento do número de utilizadores, contando com 63.000 utilizadores num só dia. No entanto, nem todos têm acesso a esta forma de ensino. Um recente estudo de Arlindo Ferreira, especialista em Estatísticas da Educação, revela que 20% dos estudantes inquiridos não têm meios para aceder às aulas à distância e fazer trabalhos que impliquem a necessidade de um computador.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.