Nem todos os sites são iguais. Uns são mais rápidos e outros bem mais lentos o que pode provocar autênticos "ataques de pânico". Mas o Google Chrome pode vir a ajudar a resolver este problema. A plataforma anunciou esta segunda-feira que no futuro quer ajudar os utilizadores a ficarem a saber que sites podem ser lentos a carregar e, em contrapartida, os que são mais rápidos.

Na publicação de três membros da equipa do Google Chrome, a plataforma fala na possibilidade de no futuro identificar com “distintivos claros” os sites que, por norma, carregam rápido ou lento. Para já, a empresa ainda não define em concreto qual o “aspeto final” desta solução, falando na possibilidade de testar várias formas com diferentes opções "para determinar qual deles será de maior valor para os utilizadores".

"O selo quer identificar os sites criados de uma forma que os torna lentos, observando o histórico das latências de carregamento”

Numa fase posterior, o Google Chrome quer ir ainda mais longe, podendo expandir este selo para a identificação de quando uma página provavelmente ficará lenta para um utilizador com base nos dispositivos e nas condições de rede.

Google Chrome
Proposta de identificação de sites lentos

Para isso, as primeiras investigações vão analisar várias fases do Chrome, incluindo o ecrã inicial, a barra de progresso de carregamento e o menu para links. "Este último pode permitir a compreensão das velocidades típicas do site, para que o utilizador esteja ciente antes de navegar", explicam os colaboradores da plataforma no post.

Chrome já permite continuar a ver websites consultados noutros dispositivos
Chrome já permite continuar a ver websites consultados noutros dispositivos
Ver artigo

A empresa fala assim em "etapas graduais" com base "em critérios cada vez mais rigorosos", sendo que um dos objetivos futuros é definir o selo para experiências de "alta qualidade", que podem incluir sinais além da velocidade. Neste sentido, a empresa está a apostar numa “estreita colaboração com outras equipes que exploram a identificação da qualidade das experiências no Google”, para que, caso esteja numa fase de otimização do seu site para ser mais rápido, a plataforma não “salte” de um selo para o outro.

O Google Chrome espera agora que este “esforço incentive mais sites a oferecerem as melhores experiências possíveis a todos os utilizadores”, escrevem os membros da equipa da plataforma. Para já, ainda não são conhecidas datas de lançamento, mas estão previstas atualizações do progresso deste projeto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.