Hoje em dia, muitas aplicações e muitos sites são gratuitos porque são suportados por publicidade online. E, para alcançar com maior probabilidade pessoas interessadas nos produtos que vendem, as empresas partilham geralmente dados sobre as interações das pessoas nos seus sites com plataformas de anúncios e outros serviços.

Para ajudar os utilizadores a estarem mais por dentro destas práticas, nem sempre bem compreendidas, o Facebook está a introduzir desde esta terça-feira uma nova ferramenta, numa "nova forma de ver e controlar as suas atividades fora da rede social", explica a plataforma.

Em comunicado, a rede social explica que a funcionalidade permite que o utilizador aceda a um resumo das aplicações e sites que enviam informações sobre a sua atividade ao Facebook e que limpe essas informações da sua conta, se desejar.

Tek Facebook

Admitindo que esta decisão pode ter "algum impacto no negócio" da plataforma, o Facebook acredita que "dar às pessoas o controlo sobre os seus dados é mais importante".

Se um site de roupas pretender exibir anúncios para pessoas interessadas num novo estilo de sapatos, é comum a empresa enviar informações para o Facebook, informando que uma determinada pessoa procurou por esses sapatos num determinado dispositivo. Se as informações desse dispositivo corresponderem a uma conta do Facebook a plataforma pode exibir anúncios sobre esses sapatos para essa pessoa na plataforma.

E agora os utilizadores podem aceder e controlar os dados que outras aplicações e sites partilham com o Facebook. Na prática, os utilizadores passam a ter acesso a um resumo dessa informação através das ferramentas de negócio, como o Píxel do Facebook ou os plug-ins sociais do Facebook e podem desconectar essa informação da conta. Desconectar futuras atividades fora do Facebook da conta no geral, ou de sites ou apps específicos, também passa a ser possível.

Mas o que acontece se eliminar a atividade off do Facebook? As suas informações de identificação dos dados que as apps e os sites optam por enviar à plataforma serão removidas. Isto significa que a rede social não vai ter conhecimento dos sites que visitou ou o que pesquisou, nem serão usados dados que o utilizador optou por desconectar para personalizar anúncios no Facebook, Instagram ou Messenger.

A ferramenta está a ser disponibilizada de forma gradual na Irlanda, Coreia do Sul e Espanha, mas o Facebook garante que durante os próximos meses a funcionalidade vai ser alargada para os restantes países.

Para além do “Off-Facebook Activity”, este ano o Facebook também já apostou em atualizações recentes na biblioteca de anúncios, na ferramenta “Porque estou a ver este anúncio?” e o lançamento de um novo recurso chamado “Porque estou a ver esta publicação?”

Para o Facebook este novo recurso "marca um novo nível de transparência e controlo", depois de Mark Zuckerberg ter definido como um dos futuros focos da empresa a privacidade. Tal não é de admirar dada a multa de cinco mil milhões de dólares atribuída pela FTC, precisamente relacionada com questões de privacidade.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.