Os conteúdos Flash na Internet podem muito em breve ser uma coisa do passado. A mais recente "machadada" vem da Mozilla que incluiu uma nova tecnologia no Firefox que dispensa o plug-in da Adobe para conseguir reproduzir conteúdos criados através desta tecnologia.

O sistema que tem o nome de Shumway está para já disponível apenas na versão de testes do navegador de Internet, mas como tem acontecido relativamente a outras funcionalidades, é muito provável que venha a chegar até à versão final.

Na prática a tecnologia permite executar elementos Flash sem ser necessário o plug-in da Adobe - que além de ser vítima de várias explorações por parte dos piratas informáticos, causa vários erros de compatibilidade.

Cada vez menos popular, o Flash ainda é usado como o leitor de excelência para vários conteúdos como montagens multimédia, vídeos, videojogos e anúncios em milhares de sites, como escreve a CNet.

É por isso que a decisão da Mozilla está a ser vista como mais um "prego no caixão" do Flash, após muitos outros que já foram dados. A última grande iniciativa anti-Flash foi dada pela Google que moveu todo o YouTube para o protocolo HTML5 - uma linguagem que dispensa plug-ins externos para reproduzir conteúdos.

Mas antes a gigante dos motores de busca já tinha descontinuado o Flash nas versões mais recentes do Android. Um anúncio que foi bastante importante justamente por nos primeiros tempos, o suporte para o Flash ter sido um dos argumentos usados pela Google para fazer frente ao iOS.

O sistema operativo da Apple foi o primeiro a abalar de forma significativa o mercado do Flash ao nunca ter suportado este formato. Na altura alguns viram isto como um problema no iOS, mas a "teimosia" de Steve Jobs está a mostrar ser a visão mais correta num plano a médio-longo prazo.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.