Entre os 195 mil associados da Federation of Small Business (FSB), apenas dois em cada 10 compram e vendem através da Internet. A falta de conhecimentos técnicos e os elevados custos de criação e manutenção dos sites faz com que as empresas britânicas de menor dimensão se mostrem pouco interessadas pelo comércio electrónico, sugerem os resultados de um estudo conduzido por aquela associação empresarial.



Entre as pequenas empresas com site só dez por cento das vendas são geradas na Internet. Apenas um por cento restringe as suas operações apenas ao online.



Um quarto dos negócios inquiridos pela FSB indicam como aspectos desincentivadores para manter um site de comércio electrónico os elevados custos de desenvolvimento e manutenção do mesmo, quando sete por cento refere as taxas de acesso.



Duas em cada três empresas mencionam o risco de fraude online para não investir na Internet como meio de negócio. A falta de conhecimentos técnicos e consultoria são aspectos também citados.



Para a FSB, as conclusões do estudo mostram que "o compromisso para com o comércio electrónico entre as pequenas empresas britânicas ainda está confinado a uma minoria", refere-se no relatório, citado pelo The Register.



Notícias Relacionadas:

2004-12-10 - Internet é usada por 78% das empresas portuguesas com dez ou mais trabalhadores

2004-02-26 - Sete em cada dez PMEs em Portugal estão ligadas à Internet

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.