O grupo de piratas informáticos Sudoh4k3rs reclama no Facebook a autoria de um ataque à página do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ICSUL). Além de a página principal ter estado indisponível, o grupo associado ao coletivo Anonymous Portugal revelou as credenciais de acesso ao backoffice da instituição.

Contactado pelo TeK, o diretor executivo do ICSUL, António Martinho, confirmou que "houve efetivamente uma intrusão na nossa página, mas os serviços ainda não estão em condições de avaliar se houve danos significativos". O responsável da organização acrescentou ainda que "por agora sabemos que foi removida alguma informação, mas a mesma irá ser reposta utilizando o backup".

À hora de publicação do artigo o site da instituição estava ainda offline e o TeK confirmou que as credenciais divulgadas online garantem de facto acesso a parte do backoffice da instituição.

[caption]Sudoh4k3rs[/caption]

O ataque pode estar ligado às detenções realizadas ontem, 26 de fevereiro, pela Polícia Judiciária, a sete pessoas por suspeitas de crimes de pirataria informática.

“OBS: O ataque informático aos órgãos universitários e governamentais continuarão até que os mesmos sejam Libertados... O avanço com o processo sem conhecimento do mesmo trará futuros problemas para os vossos sistemas”, é a mensagem deixada na página do Facebook dos Sudoh4k3rs.

A base de dados do ICSUL também terá sido afetado pelo ataque dos piratas informáticos.

O ataque, divulgado às quatro da manhã de hoje, surge pouco tempo depois de a Polícia Judiciária ter detido várias pessoas por suspeitas de crimes informáticos. Horas antes o grupo Sudoh4k3rs tinha escrito "Liberdade imediata para os sete membros dos Anonymous detidos pela Polícia Judiciária. Há assuntos mais importantes dentro desse país... Nós temos ainda mais daquilo que vocês pensam, muito mais... ANONYMOUS É IMORTAL! NÃO PODEM PRENDER UMA IDEIA!".

Os sete elementos detidos têm idades compreendidas entre os 17 e os 40 anos, foram detidos por alegada prática de ataques de negação de serviço (DDoS), defacing de páginas Web, acesso indevido e roubo de dados. A investigação teve início em abril do ano passado, culminando numa operação de larga escala, denominada de C4R3T05 (Caretos).

Nota de redação: Perto das 11:50 horas o site do ICSUL já estava de novo operacional; a notícia foi ainda atualizada com as declarações de António Martinho, do ICSUL.

Rui da Rocha Ferreira


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.