A Polícia Judiciária emitiu um alerta dando conta de um esquema fraudulento que tem vindo a afectar utilizadores de serviços de mensagens instantâneas e redes sociais nos últimos dias. O esquema parte do roubo de identidade online para tentar aplicar uma burla.


O destinatário do golpe recebe um contacto na rede social ou no chat (serviço de mensagens instantâneas) de parte de alguém que supostamente conhece. No contacto, o emissor da mensagem - que usa a identificação habitual do conhecido da potencial vítima - afirma ter perdido os contactos telefónicos ou o telemóvel para justificar o facto de usar aquele meio para fazer o pedido que se segue. O pedido que tem a fazer é de dinheiro, normalmente uma quantia pequena, que segundo a Polícia Judiciária se fixa entre os 30 e os 80 euros.


Quando o destinatário da mensagem se mostra favorável a ajudar é-lhe enviado um NIB para que possa fazer o depósito do dinheiro numa conta bancária.


Carlos Cabreiro, investigador da PJ, explica que as queixas recebidas são, quer de utilizadores que viram a sua identidade usurpada e usada neste tipo de esquema, quer de pessoas que foram vítimas da burla.


O mesmo responsável admite que a PJ já terá recebido um número significativo de queixas relacionadas com este tipo de casos visando vários serviços online, embora não avance números concretos.


As recomendações habituais voltam a ser referidas e a PJ reforça o alerta: Os utilizadores de Internet "devem usar senhas de acesso complexas, instalar e manter actualizados antivírus e a não ceder a este tipo de pedidos de ajuda sem confirmação pessoal com o pretenso visado".

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.