A garantia foi dada num discurso perante o Conselho de Segurança Nacional russo, com Vladimir Putin a explicar que o plano é construir um sistema de backup que mantenha os sites russos - com domínios Internet terminados em .ru e .rf - online numa situação de emergência nacional.

O presidente da Rússia explicou que as autoridades daquele país "não tencionam limitar ou restringir os interesses legítimos de cidadãos e empresários na esfera informática e no que toca à Internet".

Em causa está a defesa dos interesses do Estado e dos cidadãos contra determinados riscos, "tanto mais face aos ataques informáticos cada vez mais intensivos aos sites russos", sublinhou.

Vladimir Putin defendeu que é importante garantir o funcionamento da Internet russa, e melhorar grandemente a segurança das redes de comunicação domésticas e fontes de informação, principalmente as usadas pelas entidades governamentais. "Não tencionamos limitar o acesso, controlar ou nacionalizar a Internet", garantiu. O presidente russo parece, desta forma, querer distanciar-se do exemplo chinês.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.